Falar pouco, falar bem e não falar mal de ninguém

Revista Mar e Mar
Jorge Nasseh

falar pouco falar bemEstou ficando cada vez menos exigente. Meu sonho de consumo se resume em ficar sentado em silêncio, na borda do meu barco, escutando o barulho das ondas baterem contra a popa. Fico ali quieto por horas. Como dizia Ernest Hemingway, a maioria das pessoas nunca tem tempo de escutar. Quando estão com as outras, travam monólogos.

Tenho aprendido que para desenvolver o dom de escutar basta somente ficar calado, e ouvir atentamente os desabafos, as intrigas e confidências de pessoas em geral, demonstrando atenção através de um olhar, de uma risadinha comedida, ou condolência silenciosa, sem chamar atenção do falador. É como se a pessoa estivesse falando com a própria sombra.

Existem algumas formas de escutar e outras de ficar em silêncio. A primeira delas é ignorar, pois algumas vezes somos obrigados, até para preservar nossa própria saúde, a deletar coisas que são na maioria das vezes agressivas e descartáveis para serem escutadas. Outra opção é escutar seletivamente, e ter a capacidade de extrair e assimilar somente o que vale a pena, o que é difícil e requer certo treinamento. A última seria escutar empaticamente, ficando atento ao assunto e abrindo mão de seu próprio julgamento. Mas o primeiro passo, e o mais importante, é ficar de boca fechada o máximo de tempo possível.

Raramente alguém tem problema quando fica em silêncio, embora isto também possa ocorrer dependendo da atitude impávida que o ouvinte se coloca, mas frequentemente as pessoas se metem mesmo em apuros quando dizem algo que não devia ser dito. Para isto também deve se evitar o tipo de silencio falso que simula sabedoria, quando ela não existe, ou aquele silêncio manipulador, torturante, chantagista, rancoroso ou conivente a espera da hora do juízo final. Escutar é simplesmente ficar calado e acenar com consentimento aos outros.

Por isto eu penso comigo todos os dias pela manhã, que nada que eu diga vai me ensinar alguma coisa, e então eu tento ficar em silêncio e escutar.