Tudo por 85%

tudo por 85Após vários pedidos, estou abrindo vagas para um curso de projetista naval. Em vez de gastar horas e horas através de todas as teorias de escoamento, camada limite, resistência dos materiais e outras asneiras, estou agora simplificando a ementa da cadeira para você conseguir um diploma. Aliás, mais do que conseguir um diploma, você se torna projetista em apenas uma hora. Existem vários cursos disponíveis, isso não resta dúvida, e um deles, que eu gosto e acho que resolve, é o da Westlawn Yacht Design, que tem uma técnica especial para tornar você um projetista. Ele não ensina quase nada, e em vez disso, pede para fazer uma montanha de exercícios e projetos e depois diz se está bom ou não. Como o tempo de estudo é enorme para resolver todos os problemas que eles te passam, você acaba aprendendo. Caso contrário, você não é um autodidata. Um bom projetista não precisa ser um bom estudante, ao contrário, deve ser um bom observador. Quem estuda muito acaba não sabendo nada. Mas melhor do que tudo isto é o sistema que eu proponho no meu curso. A primeira e única lição é: "tudo por 85%".

Como assim? Em qualquer conta que faça, você deve usar o multiplicador 85%. Descobri depois de alguns anos que o fator 0.85 é a constante que rege o mundo da engenharia naval. Qualquer coeficiente de linha d'água é gerado pela área (comprimento x largura) multiplicada pelo fator 85%. Qualquer coeficiente de bloco deve ser multiplicado pelo quadrado de 85% e os volumes, coeficientes prismáticos, curva de potência, rendimento de hélice, conversão de ehp para bhp e tudo mais, pelo cubo de 85%. Expansão de áreas devem ser sempre multiplicadas por 85%, seja qual for a razão do cálculo. Note sempre, que tanto o casco quanto as linhas das balisas, perfis aerodinâmicos, perfis do leme e da quilha seguem sempre a mesma regra. Volumes de quilha e leme tudo por 85%. Perfis de vela, corda, camber e lift, também por 85%.

Se não acertar de primeira, também não tem problema. Multiplica depois por 85%. Pode parecer brincadeira, mas não é. Um dos meus engenheiros demorou três dias para descobrir o volume e deslocamento de um barco de 20 metros. Quando eu fui verificar, multiplicando tudo por 85%, cheguei ao mesmo resultado com uma variação de 1 % em menos de dez segundos.

Como eu costumo dizer para meus engenheiros: "Só improvisa quem já fez certo um milhão de vezes". Enquanto isso eu continuo vendendo a idéia de "tudo por 85%". Alguém dá mais?